sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Comencrítica | Gente Grande 2

Por Thandy Yung


Mais uma vez, Adam Sandler está nos cinemas. É válido agradecer aos céus que ele tenha desistido de interpretar mulheres e voltou para os seu padrão clássico de papéis: cara feio, mas engraçado, que se relaciona com uma musa e fica bem na vida. Apesar de não mudar muito a vida, Gente Grande 2 - que chega aos cinemas nesta sexta - cumpre seu principal objetivo: fazer rir.

Ao término de Gente Grande, o ex-agente de Hollywood Lenny Feder (Sandler) promete voltar no próximo feriado. Para o segundo filme, eles resolvem retornar de vez para o interior com um objetivo claro: poder curtir a família e os amigos de infância.

Como a comparação é quase inevitável, aí vai: em relação a roteiro, a segunda etapa da vida dos Feder nos cinemas é menos bem resolvida. Enquanto o 1º filme tem um propósito claro: fazer a família largar mão de ser louca com dinheiro, o segundo parece cair de paraquedas. No entanto, os exageros da continuação fazem rir muito mais.

Ainda sobre roteiro, é colocado em jogo que não é preciso parar de curtir a vida quando se envelhece. Essa, a propósito, é a única discussão real do filme. À exceção desse questionamento, o filme dedica-se exclusivamente a um elemento: diversão. E faz isso muito bem.

Além das piadas, que usam e abusam do sarcasmo entre amigos para fazer rir e aproximar o público da realidade, o humor do filme cresce com a qualidade do elenco. Não exatamente Adam Sandler, que faz o mesmo papael de sempre (apesar de ter ganho pontos por se zuar), mas toda a lista de artistas agrada.

Gente Grande 2 provavelmente não vai alterar sua maneira de ver o mundo, mas vai te arrancar ótimas risadas no escurinho do cinema.

Já nos segue no Twitter?

Um comentário:

  1. Eu particularmente não gostei, piadas fracas,
    bem chatinho mesmo, esperava mais :/.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...