domingo, 15 de abril de 2012

Titanic 3D

Na madrugada do dia 15 de abril de 1912, em algum lugar do Oceano Atlântico o inafundável Titanic colidiu contra um iceberg.  Hoje "comemora-se" o centenário do naufrágio do Titanic, um dos maiores transatlânticos da história e o maior de sua época. Eu, fã assumida do filme de James Cameron (que, na minha humilde opinião, está entre os melhores da década de 90) fui assistir ao longa em 3D na "estreia" e vou contar para vocês o que eu achei da conversão.

Primeiro eu gostaria de deixar uma coisa bem clara: eu me recuso a escrever uma sinopse sobre Titanic aqui. Porque a única desculpa que você tem de nunca ter visto o filme é ter 2 anos de idade. O romance de Jack e Rose está na lista do filmes mais vistos da HISTÓRIA do mundo. Roda por ai há 15 anos e recebeu prêmios o suficiente para você, no mínimo, ter a curiosidade de assistir o filme com um dos casais mais famosos da última década ;)



A conversão em 3D serve para tornar ainda mais glamuroso um navio que já exala luxo. As cenas internas do navio são espetaculares e parece que você está ali no salão de jantar observando da mesa ao lado o que Rose e companhia conversam. A imersão também funciona muito bem nas cenas submarinas, que mostram as ruínas do navio naufragado.

Mas o ápice de aproveitamento do 3D se dá nos momentos em que a água do mar começa a invadir o navio. O fluxo de água chega tão próximo que a traz à tona uma leve sensação de agonia pelo afogamento.

No mais, não há grandes reviravoltas. A cena do "I'm flying, Jack", por exemplo, foi minha grande decepção. Ela explora muito pouco o 3D e em dado momento chega a ficar desfocada.

Para mim, foi um momento mágico pelo simples fato de que quando Titanic foi lançado a situação financeira da minha família não era das mais confortáveis, e cinema era um luxo totalmente fora de cogitação. Por isso, para quem, assim como eu, não teve a chance antes: VÁ ao cinema  assistir o lindo do DiCaprio quase neném e a Winslet maravilhosa como sempre. É impossível, pelo menos, não dar uma arrepiadinha com a obra de arte que Cameron nos entregou há tanto tempo.

Para fechar, deixo aqui um ps revoltado, que toma conta de mim há anos: ROSE, cabia o Jack na porta SIM! (Foi em Titanic que DiCaprio começou sua carreira de SEMPRE se lascar nos filmes)


Uma última dica: tentem escolher um cinema confortável. O filme é muito longo e passar 3 horas com as pernas apertadas na poltrona não é uma boa pedida.

Beijos, e corram para o cinema!
@thandyung e @centraldecinema



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...