domingo, 27 de março de 2011

[Os Novos Heróis do Cinema] - Capitão Nascimento

Fonte: tropa2.com.br

Este post é o primeiro de uma série que eu vou publicar e que vai ser chamada de Os Novos Heróis do Cinema. O objetivo é mostrar quem são os "mocinhos" dos filmes atuais, que não surgiram de adaptações de HQs. Já pedi sugestões no Twitter e no Filmow e tive ótimas respostas. Se você lembrar de outros e quiser sugerir algum (ou alguma, claro!), pode me procurar no Twitter, @erickacris ou enviar um email para o endereço do blog: centraldecinema@gmail.com


Capitão Nascimento


O Capitão Nascimento (ou Coronel Nascimento, se preferir) botou traficante no saco, xingou policial corrupto, jogou na cara de usuário de drogas  a parcela que eles tinham de culpa na violência urbana, combateu a corrupção dentro da política de cara limpa. Foi visto como o salvador da pátria, como o policial incorruptível, que daria um jeito na violência, no tráfico, na corrupção. Mesmo utilizando métodos, digamos, pouco ortodoxos, que incluem até a tortura, uma parcela da população, não só do Rio de Janeiro mas também do Brasil, proclamou Nascimento como o herói. A outra parte fez duras críticas ao personagem, pois ele teria "manchado" a imagem do Batalhão de Operações Policiais Especiais, passado por cima dos Direitos Humanos, incitado a violência e coisas do tipo. Tem também aquela parcela da população, majoritariamente feminina, que transformou o Capitão Nascimento num sex simbol. Culpa da farda ou do "jeito machão", mas que também colaboraria para que ele pudesse vestir a "capa de herói".


O personagem é apresentado aos espectadores no primeiro filme, Tropa de Elite - Missão Dada é Missão Cumprida. Capitão Nascimento é encarregado pelo esquadrão que vai fazer a segurança do Papa João Paulo II durante uma visita à favela. Nascimento, que se chama Roberto, tem uma esposa que está grávida. Ele queria deixar o posto e estava procurando um substituto. Simplificando um pouco, esta é a história do filme.

Durante os acontecimentos, o filme mostra Roberto como um marido e pai de família preocupado. Ele sabe dos riscos de ser policial. Mas, mesmo assim, não abaixa a cabeça para a "bandidagem; pelo contrário. A cabeça está sempre erguida, o rosto e o queixo estão sempre projetados para frente, o que demonstra um ar superior frente os criminosos e ratifica a sua posição na liderança do grupo de policiais. Mesmo assim, podemos enxergar as fraquezas de um homem que não consegue controlar o stress e que, por isso, sofre com tremedeiras. Nascimento colocou o cargo de herói, digo, de capitão do BOPE na frente da família. Resultado: a mulher o abandona. Clássico.

Tropa de Elite criou bordões que estão na boca do povo até hoje, como:

Missão dada é missão cumprida.
Fatiou, passou!
Boa, zero meia!
O senhor é um fanfarrão, xerife!
Pede pra sair!
Essa pica não é mais minha, essa pica é do aspira.
Não me misturo com viado nem com vagabundo.
Bota na conta do Papa.
Nunca serão!
Senta o dedo nessa porra!



Em Tropa de Elite 2 - O Inimigo Agora é outro, Nascimento, agora Tenente-Coronel, está mais velho, com uns cabelos brancos, mais maduro, menos impulsivo. Depois de uma operação mal-sucedida no presídio Bangu-I, ele "cai pra cima" e passa a integrar a equipe da inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro, justamente porque a população do Rio de Janeiro o considerava um herói.

Aqui vemos um Nascimento que tem outras preocupações. Ao tentar acabar com o tráfico, ele cria um problema maior ainda. Ele erra tentando acertar. Não é perfeito. Tem problemas com a ex-mulher, com o filho, com o marido da ex-mulher. Coisa de gente "normal". Mas continua fazendo o que pode para combater a criminalidade. Não abaixa a cabeça nem quando é ameaçado. Inclusive, não perdeu a "mania" de dar na cara de bandido sem pensar nas consequências.

Tropa 2 também teve várias frases marcantes:

Cada cachorro que lamba a sua caceta.
CPMF: Comissão pra Policial Militar Filho da Puta
Tá de pombagirisse comigo?
Tá se achando a pica das galáxias!
Agora é fifty-fifty- é a taxa do 'eu sei'.
Pra viver em paz, é preciso saber lutar.

Mas afinal, Capitão Nascimento é herói ou não?

Ficou com vontade de ver/rever? O DVD (Tropa 1) e o Blu-Ray (Tropa 2) estão em promoção na Livraria Cultura.

Leia também: [Os Novos Heróis do Cinema] - Wall-e

Sigam-me os bons!
@erickacris

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...